ETHOS MEIO AMBIENTE

Chamada Pública – Boas Práticas para a Administração Pública


08/11/2018

Compartilhar

As 20 melhores práticas de cada tema serão divulgadas no site do Ministério do Meio Ambiente

Parceria entre o Ministério do Meio Ambiente, através do programa Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (ONU Meio Ambiente) busca identificar e divulgar boas práticas para a administração pública brasileira. O objetivo é auxiliar prefeitos, secretários e outros gestores públicos a implementarem programas de sustentabilidade nos seus órgãos.

O processo de seleção ocorrerá através da chamada pública “Boas práticas A3P”, que receberá a inscrição de iniciativas (práticas, projetos, programas e políticas) em execução ou finalizadas e que já apresentam resultados positivos concretos.

Podem se inscrever, gratuitamente, órgãos públicos do Executivo, Legislativo e Judiciário, instituições de ensino e pesquisa, empresas públicas e privadas, cooperativas e organizações não governamentais. No caso das empresas privadas, serão aceitas iniciativas implementadas. No geral, as iniciativas precisam, necessariamente, ser relacionadas aos seguintes temas:

  1. Uso racional da água
  2. Uso racional da energia e eficiência energética
  3. Tecnologia da informação aplicada à sustentabilidade
  4. Tecnologia de equipamentos
  5. Uso racional da madeira
  6. Gestão de resíduos sólidos
  7. Uso do papel
  8. Qualidade de vida dos servidores
  9. Mobilidade/transporte
  10. Compras/licitações sustentáveis
  11. Construções sustentáveis

Ao final do estudo, as 20 melhores práticas de cada tema serão disponibilizadas no site do Ministério do Meio Ambiente. Também será possível acessar listas de instituições, ONGs, universidades e departamentos que atuam com os temas apontados, além de bibliografia com livros, filmes, revistas, jogos digitais, sites e perfis de redes sociais de referência.

As inscrições gratuitas estão abertas até o dia 23 de novembro de 2018 e podem ser realizadas no site, clicando aqui.

Por: Ana Carolina Wolfe do Instituto Agir Ambiental

© 2016 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.