NOTÍCIAS

Direitos Humanos
Institucional
Gestao Responsavel
Integridade
Ambiental

ETHOS CONFERÊNCIA ETHOS

Conferência Ethos retoma temas com novas perspectivas

Temas como ESG, redução do aquecimento global e Covid-19 retornaram aos painéis, porém, com mais aprofundamento

14/09/2021

Compartilhar

Os problemas discutidos nos painéis da Conferência Ethos são cíclicos. Isso significa que sempre é possível retomar uma mesma discussão a partir de novos olhares, novas perspectivas e novas vozes. Dessa forma, a Conferência pôde esclarecer um pouco mais sobre o cenário da agenda ESG (ASG) no mundo corporativo, entender os danos que a Covid-19 causou no quesito de parentalidade e dialogar novas estratégias de combate ao aquecimento global.

A Conferência ainda contou com um painel dedicado a editais e financiamento de projetos. Como garantir que novas ideias surjam e deem frutos em plena crise?

Confira os destaques dos diálogos. Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente no canal do Instituto Ethos no YouTube.

Editais – oportunidades justas para o financiamento de projetos

Assista ao painel

Os especialistas presentes no painel dialogaram a respeito do financiamento de projetos sociais por meio de editais que levam em consideração algumas premissas, de modo que possam garantir que os interessados prospectem os seus projetos em termos de igualdade.  Para além disso, que possibilite o financiamento de projetos com diversos olhares e vozes.

O painel foi mediado por Marina Ferro, gerente de práticas empresariais e políticas públicas do Instituto Ethos, que iniciou a roda de conversa questionando Aron Zylberman, diretor executivo do Instituto Cyrela, sobre os desafios que a organização que representa vem enfrentando na temática dos editais.

“O dilema é: nós devemos fazer editais mais robustos e de valores maiores para privilegiar organizações que já estão estabelecidas ou devemos abrir para fazer um edital mais amplo, para favorecer novos players?”, explicou Aron.

Danizela Zen, coordenadora de Relações Institucionais do Itaú-Unibanco, compartilhou que a temática do investimento social privado faz parte da área de sustentabilidade, negócios inclusivos e relações institucionais. O banco atua em quatro frentes: mobilidade urbana, diversidade, longeviver e esporte.

Uma das várias pessoas que já se beneficiaram de editais do Itaú estava presente na roda de diálogo. Andréa Brazil, idealizadora do projeto Capacitrans, foi a primeira vencedora do edital Itaú Mais Diversidade.

“Eu sou, praticamente, uma travesti que saiu de uma linha de vulnerabilidade extrema. Eu não imaginava que eu fosse conseguir ser enxergada diante de tantos projetos concorrentes. Na edição que eu participei, foram mais de trezentas inscrições e eu fui uma das dez selecionadas.”
Andréa Brazil

Como as empresas estão contribuindo para a redução do aquecimento global?

Assista ao painel

Mediado por Felipe Saboya, diretor-adjunto do Instituto Ethos, a atividade teve como objetivo dialogar sobre a promoção de metas estabelecidas pelo setor privado e os seus compromissos e ações para a redução do aquecimento global. Felipe pontuou como estratégica a participação das empresas nessa agenda por duas razões:

  1. Assumir a corresponsabilidade nesse processo; e
  2. Estimular o poder público, outras empresas e sociedade em geral a fazer o mesmo.

Joanes Ferreira Ribas, diretora de Sustentabilidade da Telefônica Brasil, revelou que a Vivo, como uma empresa de tecnologia, por meio dos serviços B2C, impulsiona a inovação e aproxima as pessoas àquilo que realmente importa para elas. Enquanto o portfólio B2B, conta com uma gama de produtos e serviços que auxiliam outros setores a se descarbonizarem, na medida em que os serviços evitam deslocamento, por exemplo, o uso de armazenamento de dados em nuvem e a internet das coisas.

Ornella Guzzo, gerente sênior de Sustentabilidade na HEINEKEN Brasil, também compartilhou avanços: “Quando nos desafiamos a subir a régua, nos comprometemos como primeira grande cervejaria global a ser carbono neutro em toda nossa cadeia de valor, até 2040. Para nós, é uma mudança de mindset, é uma mudança da forma de fazer negócio”, informou Ornella.

A Natura&Co também compartilhou seus avanços, com a participação da Fernanda Facchini, gerente de Sustentabilidade. “A gente lançou o que chamamos internamente de compromissos com a vida, que é a visão 2030, pautada em três pilares. Ela trata da maneira que a gente enfrenta a crise climática e protege a Amazônia, sobre a defesa dos direitos humanos e sobre a circularidade e regeneração”, disse a gerente.

Bate-papo sobre a perspectiva corporativa do ESG

Assista ao painel

O painel foi um bate-papo entre Caio Magri, diretor-presidente do Instituto Ethos, e Fabio Alperowitch, cofundador e gestor da FAMA Investimentos sobre o cenário corporativo entorno da agenda ESG.

“Nós estamos sendo impactados por questões de ESG no mainstream. Em 93, não era no mainstream. Em 98, não era no mainstream. Nós, que gostamos desse assunto, quando queríamos falar sobre questões sociais, ambientais, não podíamos recorrer aos jornais mainstream, e hoje é completamente diferente”, disse Fabio, que completou: “Por que eu estou dizendo isso? Porque para muitas pessoas esse assunto é novo […]. A gente precisa desconstruir essa percepção, pois de certa forma, afasta, por acharem que pode ser passageiro.”

Caio Magri falou em concordância com o Fabio e destacou alguns episódios que, mesmo quando as agendas de responsabilidade social empresarial não estavam estampadas em jornais, foi possível, com muito esforço, comunicar os avanços, por exemplo, quando o Banco Central decidiu criar uma norma de reconhecimento a necessidade de se criar áreas de análise de risco socioambiental.

Os órfãos da Covid

Assista ao painel

A professora Lorraine Sherr, da University College London, falou sobre um trabalho feito por uma grande equipe e publicado pelo The Lancet nas últimas semanas.  O estudo estima que até dois milhões de crianças perderam seus pais ou cuidadores para a Covid-19, no que está sendo chamado de “epidemia silenciosa”.

A especialista apontou dados sobre os novos deságios enfrentados com as perdas dos cuidadores parentais, por exemplo, a sobrecarga dos serviços de adoção, ou ainda, o papel que os avós desempenham no cuidado das crianças.

“Estamos tão concentrados no aspecto biomédico do vírus, no tratamento, na hospitalização, no oxigênio, nos cirurgiões. Mas, e as crianças?”
Lorraine Sherr

 

Conferência Ethos

Acompanhe as discussões completas da Conferência Ethos através do canal do Instituto Ethos no YouTube e consulte a programação pelo site oficial.

Por: Lucas Costa Souza, do Instituto Ethos.

Foto: Unsplash

Usamos cookies para que você possa ter uma boa experiência ao navegar.
Ao usar o site você concorda com o uso de cookies.
Para mais informações, por favor veja nossa Declaração de Privacidade.

CONTATO

  • endereçoRua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 445 - Pinheiros
  • endereço05415-030 São Paulo - SP
  • endereço* Para correspondências. Estamos 100% em trabalho remoto
  • telefone(55 11) 3897-2400
  • email[email protected]
  • horárioDe segunda a quinta - das 9h às 17h, sexta das 9h às 15h
  • imprensa(55 11) 3897-2416 / [email protected]
  • trabalhe conoscoTrabalhe Conosco

© 2016-2021 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.

Usamos ResponsiveVoice - NonCommercial para converter texto para fala.