NOTÍCIAS

Direitos Humanos
Institucional
Gestao Responsavel
Integridade
Ambiental

CONFERÊNCIA ETHOS

Conferência Ethos segue trilha em busca do desenvolvimento sustentável

Programação do evento foca análises sobre aprendizados e transformações

02/09/2020

Compartilhar

Programação do evento foca análises sobre aprendizados e transformações

Após 6 meses desde que o primeiro caso de coronavírus foi identificado no Brasil, a sociedade, empresas e organizações dialogam sobre o pós-pandemia e quanto as adversidades que podem estimular transformações educacionais e políticas. Desta forma, neste 10º dia do evento, online e gratuito, as reflexões irão considerar a crise climática, solidariedade, redes sociais de proteção, pesquisa, ciência, participação comunitária e educação ambiental, algoritmos, automação e negócios digitais. Tudo isso, dia 3 de setembro, a partir das 15 horas, no canal do Ethos no YouTube

Aprendizados e Transformações

Com a crise, estamos aprendendo que as sociedades menos afetadas são aquelas que possuem um sistema público de saúde, aquelas cuja infraestrutura social de proteção não foi privatizada e totalmente corroída pelo avanço recente das políticas de austeridade e neoliberais. Esse contexto nos ajuda a refletir sobre a solidariedade, redes sociais de proteção, o cuidado mútuo e o quanto esses mecanismos sociais são importantes para um enfrentamento bem-sucedido à pandemia, ao invés de se recuar a estados autoritários, situações menos democráticas e privação de liberdade.

“A pandemia não pode ser usada para justificar ambições autoritárias e coloca um desafio urgente no campo do pensamento, da crítica e da educação”, explica o gerente-executivo de Promoções e Eventos do Instituto Ethos, Edson Lopes.

Como essa experiência poderá modificar as subjetividades e os movimentos que advogam o enfrentamento às mudanças climáticas e suas correlações às causas por democracia, equidade e justiça social?

Essa é a questão em análise no primeiro painel do dia, confira abaixo a programação completa:

15h – Crise climática e transformações educacionais – o desafio para o qual temos pouco tempo para nos preparar

 Diálogo com o filósofo Bernardo Toro, diretor da Fundação Avina, sobre as convergências entre a crise climática e a pandemia global e como essas adversidades podem estimular transformações educacionais e políticas.

A jornalista Rejane Romano irá moderar o painel que contará ainda com a participação de Caio Magri, diretor-presidente do Instituto Ethos.

16h10 – Petrobras oferece: Ciência e educação ambiental – vetores para reduzir a ameaça aos biomas e à biodiversidade brasileira

 O objetivo do painel é promover o diálogo sobre a intensa correlação entre pesquisa, ciência, participação comunitária e educação ambiental para a proteção dos biomas brasileiros, suas espécies endêmicas e a sóciobiodiversidade.

Amanda Borges, consultora na área de Projetos Ambientais da Gerência Executiva de Responsabilidade Social da Petrobras; Claudio Padua, professor da Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ) e sócio diretor das empresas Biofílica Investimentos Ambientais SA e da Parquetur Participações e Concessões S.A; e, Gabriela Moreira, coordenadora do Projeto Guapiaçu, irão dialogar com a gerente-executiva do Instituto Ethos, Marina Ferro.

17h20 – Viés algoritmo e mathwhasing – a desconstrução da neutralidade e a educação ética do programador

 Em mais um debate sobre o viés algoritmo, Paula Oda, coordenadora de Projetos de Integridade do Instituto Ethos, irá conversar com Maria Elizabeth Sucupira Furtado, pesquisadora em Interação Humano-Computador (IHC), e Manoel Horta Ribeiro, doutorando na École Polytechnique Fédérale de Lausanne, na Suíça, onde trabalha do DataLab (dlab) e é membro do grupo internacional de pesquisadores iDrama.

Os algoritmos são criados para automatizar decisões e facilitar a vida das pessoas, mas as programações podem dar escala a comportamentos indesejáveis como racismo, misoginia e homofobia. Algoritmos captam preferências dos usuários e podem captar preferências políticas. Podemos perpetuar preconceitos partindo da premissa ingênua de que a matemática é neutra, isentando quem dela se beneficia da responsabilidade, como um mathwhasing.

18h30 – Automação e negócios digitais são prioridade pós Covid-19?

O objetivo do painel é promover o diálogo sobre como a Covid-19 acelerou projetos, construção de competências e processos de automação nas companhias para operação em novos modelos mais digitais, automações mais ágeis, ampliação do e-commerce e maior resiliência em segurança digital.

Marco Terra, professor Associado do Departamento de Engenharia Elétrica da EESC/USP vai dialogar com Paula Oda, coordenadora de Projetos de Integridade do Instituto Ethos.

19h30 – Efeito poupa terra e sua importância para o Brasil

Muitas experiências no campo conciliam o aumento da produtividade agropecuária e a conservação sem ampliar a área cultivada, destinando mais espaço para a restauração da vegetação. Tudo isso, somente com ajustes das técnicas, mais pesquisa e arranjos locais.

Antônio Márcio Buainain, professor do Instituto de Economia da Unicamp, pesquisador sênior do INCT/PPED e do NEA+, e Geraldo Martha, pesquisador sênior na Embrapa Informática Agropecuária (Campinas – São Paulo), vão compartilhar com a jornalista Sônia Araripe, editora da Plurale, práticas a serem adotadas nesse sentido.

Por: Rejane Romano, do Instituto Ethos

Foto: Pexels

CONTATO

© 2016-2020 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.