ETHOS DIREITOS HUMANOS

Falta de políticas para a população LGBTI+ influencia atuação das empresas


12/03/2019

Compartilhar

Empresas socialmente responsáveis precisam estar atentas

O Ministério da Mulher da Família e dos Direitos Humanos, nesse início de governo, ainda não apresentou políticas com relação a população LGBTI+, e não dá indícios que vai se dedicar a essa pauta.

Caio Magri, diretor-presidente do Ethos, pontuou na coluna Radar Responsabilidade Social de 28/02 que essa falta de ações do governo influencia as formas de atuação da iniciativa privada, visto que as políticas teriam potencial para alavancar e sinalizar a convergência e os esforços da sociedade na promoção da inclusão.

As empresas socialmente responsáveis seguem desenvolvendo estratégias e políticas de inclusão, mas precisam das políticas públicas caminhando nessa direção para promover uma mudança cultural e efetiva.

Caio ressaltou que é necessário eliminar a discriminação em todos os processos que envolvem o emprego público e privado, seja nas políticas de recrutamento, promoção, demissão, condições de emprego ou remuneração, além de trabalhar o acolhimento dessas pessoas e sempre promover o debate no ambiente de trabalho.

O Instituto Ethos trabalha para promover o diálogo constante com as empresas para que as medidas necessárias sejam implantadas com o objetivo de atender os Direitos Humanos LGBTI+. Um dos exemplos é o projeto em desenvolvimento para a criação de um recorte do Indicadores Ethos específicos sobre a população LGBTI+ como forma de apoiar as empresas nesse sentido. A previsão é de que a primeira versão seja terminada em abril/2019 para que em junho/2019 seja aberta uma consulta pública sobre os indicadores, abrindo oportunidade para que todas as pessoas participem, opinem e sugiram mudanças com o objetivo de avaliar a qualidade das políticas das empresas para inclusão de pessoas LGBTI+.

A votação aberta no Supremo Tribunal Federal sobre a possibilidade de enquadrar a homofobia e a transfobia como crime, equiparando a questão aos casos de racismo, também foi abordada no programa como mais um alerta para as empresas sobre a questão.

Para conferir o programa completo, clique aqui: https://bit.ly/2VTbNSi

Por: Laís Thomaz, do Instituto Ethos

Foto: Unsplash

CONTATO

© 2016 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.