NOTÍCIAS

Direitos Humanos
Institucional
Gestao Responsavel
Integridade
Ambiental

ETHOS

Instituto Ethos tem participação decisiva no World Forum Lille

29/10/2014

Compartilhar

Realizado entre os dias 21 e 24 de outubro, na França, o Instituto Ethos foi representado pelo diretor-executivo, Henrique Lian.

Parceiro do evento mais importante de responsabilidade social da França desde sua primeira edição, em 2007, o Instituto Ethos, mais uma vez, teve relevante participação no World Forum Lille, que aconteceu entre os dias 21 e 24 de outubro. O Fórum discute, principalmente, as tendências empresariais de nova economia, economia verde, sustentabilidade e responsabilidade social, buscando conectar esses temas com o desenvolvimento da região Nord-Pas de Calais, da qual Lille é a cidade mais importante.

Organizado pelo Réseau Alliance, esta oitava edição do Fórum foi a primeira a ter atividades em outras cidades além de Lille. Foram sedes do evento as cidades de Arras, Dunquerque e Valenciennes.

Representado pelo diretor-executivo Henrique Lian, o Instituto Ethos esteve presente em cinco atividades do Fórum e discutiu temas como direito internacional, novos modelos de negócios, energias renováveis e tópicos da Agenda pós-2015. As reuniões bilaterais, almoços temáticos, além das palestras e debates que aconteceram em Lille possibilitaram ao Instituto avançar em diversas agendas e discussões.

Direito Internacional

A primeira atividade aconteceu no dia de abertura do evento, sendo uma mesa de trabalho que contou com a participação quatro especialistas, além de Henrique Lian: o embaixador da França para plataforma nacional pela SER, Michel Doucin; o conselheiro da CSR Europe, Jan Noterdaeme; a jurista brasileira radicada na França e professora da Universidade de Estrasburgo, Kathia Martin-Chenut; e o diretor-executivo do Deres (Uruguai), Eduardo Shaw.

Lian propôs e moderou o debate que tratou de acordos de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia. Sendo o desenvolvimento sustentável não mais uma questão optativa ou apenas de obrigação moral, a exposição baseou-se na inserção de condicionalidades de sustentabilidade por meio de instrumentos jurídicos legalmente vinculantes nos contratos comerciais entre os blocos.

Compromissos com os ODSs e ODMs

Já no dia 22 de outubro, o Instituto Ethos coordenou um laboratório para discutir o papel das empresas na implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Uma primeira exposição foi feita, considerando a evolução dos Objetivos do Milênio (ODM) até o final de sua implementação, em 2015, e o nascimento da Agenda pós-2015. “Mostrei como os ODMs se comportaram, o que o Instituto Ethos fez pela sua implementação, a discussão da transformação desses ODMs em ODSs, o trabalho do Instituto Ethos no Rio + 20”, apontando para a Agenda pós-2015, e nossa disposição em articular atores para a implementação das ODS (entre 2015 e 2030)”, resume Henrique Lian.

Também foram abordados pontos do lançamento da União Global pela Sustentabilidade, através de compromissos voluntários, e um novo olhar para os ODSs, com essa experiência para identificar que tipo de ações e compromissos voluntários essas empresas poderiam fazer para apoiar essa implementação.

A partir desses pontos, dois temas foram trabalhados pelos participantes do laboratório: dinâmicas ligadas ao tema de energia sustentável para todos, sob a facilitação de Lian, e ao tema de produção e consumo sustentável, sob a facilitação de Charlotte Frerot, encarregada de missão do Pacto Global. A atividade foi realizada em parceria com a Rede Francesa do Pacto Global e facilitada pela In Principo.

Modelo de Geração de Energia Sustentável

No auditório principal do World Forum Lille, no Noveau Siecle, no dia 23, Henrique Lian apresentou juntamente com Tatiana Trevisan, gerente de sustentabilidade do Walmart do Brasil, o modelo de mini e microgeração de energia fotovoltaica distribuída, desenvolvido pelo Instituto Ethos em parceria com oito empresas: Alcoa, CPFL, Fibria, IBM, Natura, Santander, Vale e Walmart, no projeto Negócios Sustentáveis.

Segundo o diretor-executivo do Ethos, “nosso modelo foi muito inspirador, tanto pelo rigoroso plano de negócios, que evidentemente varia com a realidade regulatória de cada local, quanto pela metodologia de trabalho que implantamos”. O projeto reuniu um grupo de designers, economistas e empresas ativadoras, debateu diversos temas até escolher a energia fotovoltaica como o modelo de negócio e realizou modelagem econômico, que resultou em uma ferramenta bastante eficaz. “Sinceramente, em aum grande encontro que apresentou muitas propostas de negócios sociais e sustentáveis, não vi nada tão arrojado quanto o nosso modelo”, afirma Lian.

CSR Networks

Na noite do dia 23, o evento promoveu o seu já tradicional CSR Networks Forum, que reúne todas as redes parceiras do World Forum Lille, vindas de diversos continentes. Foi um encontro intencionalmente “low tech”, que proporcionou interação e sinergia entre organizações que atuam em projetos afins.

 

 

CONTATO

© 2016-2020 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.