NOTÍCIAS

Direitos Humanos
Institucional
Gestao Responsavel
Integridade
Ambiental

ETHOS MEIO AMBIENTE

2º edição da Conferência Brasileira de Mudança do Clima acontece nos dias 5 e 12 de novembro

30/10/2020

Compartilhar

Evento será totalmente virtual e gratuito

Nos dias 5 e 12 de novembro, acontece, de forma virtual e gratuita, a segunda edição da Conferência Brasileira de Mudança do Clima (CBMC), com transmissão ao vivo pelo canal do Ethos no YouTube.

A CBMC é uma iniciativa coletiva que conta com vinte correalizadores: Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), Artigo 19, Centro Brasil no Clima (CBC), Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), Fundação Amazonas Sustentável (FAS), FGV/EAESP – Centro de Estudos em Sustentabilidade, Fundacion Avina, Hivos, ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade, Instituto Clima e Sociedade (iCS), Instituto Ethos, Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM Amazônia), Observatório do Clima, Prefeitura do Recife, Projeto Saúde & Alegria, Rede Brasil do Pacto Global, Rede de Cooperação Amazônica (RCA), Reos Partners, Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pernambuco e WWF Brasil.

O objetivo do evento é reunir diferentes atores sociais – organizações não governamentais, movimentos sociais, povos tradicionais, governos, comunidade científica e os setores público e privado – na promoção de diálogos para a formulação e monitoramento de compromissos que influenciam o clima e propõe saídas para a implementação da NDC brasileira. O encontro é apartidário, de organização coletiva e tem como base a NDC Brasileira, o Acordo de Paris e a Agenda 2030.

“Frente ao momento que vivemos na agenda climática, se torna ainda mais indispensável a realização desse grande encontro. O Brasil tem até dezembro deste ano, para confirmar se reforçará sua meta climática e que o avanço do desmatamento ilegal implica em grande risco de o país não cumprir o compromisso já assumido. Nesse sentido, o Brasil reverte de forma acelerada a tendência de redução do desmatamento da década anterior e seu protagonismo na agenda e governança climática torna-se alvo da pressão de investidores, empresas e da comunidade internacional”, acredita Caio Magri, diretor-presidente do Ethos.

Sobre a Programação

Desde julho, a Conferência Ethos vem fazendo um aquecimento da CBMC, disponibilizando painéis que contam com especialistas na temática, abordando temas variados sobre a mitigação de impactos à mudança do clima. Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente, também, no  canal do Ethos no YouTube. Além disso, por meio de reuniões mensais os correalizadores definiram os temas a serem dialogados nessa segunda edição do evento.

Nos dias 5 e 12 de novembro, a programação, que irá contar com palestrantes nacionais e internacionais, contempla painéis que abordarão: ação climática subnacional, democracia ambiental, justiça climática e a questão dos oceanos, entre outros. Confira a programação completa em: www.climabrasil.org.br.

Edição de 2019

A primeira edição da Conferência Brasileira de Mudança do Clima (CBMC) surgiu no final de 2018 como uma alternativa para ressaltar e sinalizar à comunidade internacional e à sociedade civil que existem múltiplos interesses e atores engajados nas pautas da mudança climática.

Realizada em novembro de 2019, na cidade do Recife, contou com a participação de diferentes públicos e palestrantes, nacionais e internacionais, que durante três dias, refletiram sobre a atual situação mundial, lançaram e apresentaram importantes documentos e assinaram acordos. Toda essa movimentação gerou desdobramentos na COP 25.

Desdobramentos da Primeira CBMC

Como ações efetivas que surgiram na CBMC temos a Declaração do Recife, que compila sugestões de mitigação e adaptação dos dezesseis grupos de trabalho que se responsabilizaram pela programação da edição; a carta dos órgãos estaduais de meio ambiente pelo clima, ratificada por 48 órgãos representados pelas respectivas secretarias de estado, da Associação Brasileira de entidades estaduais de meio ambiente; e, o Decreto 33.080, assinado pelo prefeito do Recife, em reconhecimento à emergência climática global.

Quanto a COP 25, realizada em Madri, o Instituto Ethos em colaboração com organizações parceiras esteve presente em três momentos com o objetivo de apresentar os desdobramentos da CBMC e como a Declaração do Recife pode estimular os diversos setores da sociedade na manutenção do Acordo de Paris e da NDC, através de metas e sugestões específicas para os segmentos que o documento contempla.

“O Brasil desperta importante interesse internacional na temática da adaptação e mitigação às alterações do clima, visto que sua cobertura florestal e correlatos serviços ecossistêmicos são essenciais para o regime hídrico e consequente manutenção das atividades agrícolas no país assim como para a bioeconomia, além de serem fundamentais também para a manutenção das comunidades tradicionais e dos povos da floresta, assim como de seus costumes”, explica Flavia Resende, coordenadora de Projetos em Meio Ambiente, do Ethos.

CONTATO

  • endereçoRua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 445 - Pinheiros
  • endereço05415-030 São Paulo - SP
  • endereço* Para correspondências. Estamos 100% em trabalho remoto
  • telefone(55 11) 3897-2400
  • email[email protected]
  • horárioDe segunda a quinta - das 9h às 17h, sexta das 9h às 15h
  • imprensa(55 11) 3897-2416 / [email protected]
  • trabalhe conoscoTrabalhe Conosco

© 2016-2020 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.