AGENDA

Compartilhar

Seminário discute poluição do ar e saúde em São Paulo

Durante o evento, será lançada a pesquisa Avaliação do Impacto da Poluição Atmosférica sob a Visão da Saúde no Estado de São Paulo.

No dia 23 de setembro de 2013, realiza-se em São Paulo o Seminário “Mobilidade Urbana e Poluição do Ar: a Visão da Saúde”, promovido pelo Instituto Saúde e Sustentabilidade e organizado juntamente com a Virada da Mobilidade.

Durante o seminário, será lançada a pesquisa Avaliação do Impacto da Poluição Atmosférica sob a Visão da Saúde no Estado de São Paulo, sobre a relação entre mortes, adoecimento e poluição no Estado de São Paulo. É a primeira vez que se divulga uma avaliação do impacto da poluição atmosférica em relação à saúde no Estado.

O estudo revela que morrem anualmente 15 mil pessoas no Estado em decorrência da poluição, número que supera o de mortes por acidentes, que é de cerca de 7.800 por ano. O número ainda é subestimado, considerando apenas as mortes de regiões onde há estações de medição de poluentes.

Intitulada Avaliação do Impacto da Poluição Atmosférica sob a Visão da Saúde no Estado de São Paulo, a pesquisa foi realizada com informações de 2006 a 2011 e utiliza como base a análise do poluente PM 2,5 (material particulado), comparado aos níveis considerados seguros pela OMS, para levantar dados de adoecimento, mortalidade e gastos públicos atribuídos à poluição. No corpo humano, essas partículas têm efeitos causadoras de doenças respiratórias, doenças isquêmicas cardiovasculares e cerebrovasculares e câncer de pulmão.

A análise avalia a situação ambiental da poluição no Estado de São Paulo e seus efeitos sobre a saúde de duas maneiras: a mortalidade atribuível e o Disability Adjusted Life Years (Daly), parâmetro criado pela OMS para indicar a carga de dano de doenças no mundo. O Daly, que considera o número de anos perdidos por morte precoce e o número de anos vividos com incapacidade, não mostra apenas a mortalidade, mas também a perda de qualidade de vida por doenças respiratórias, cardiovasculares e câncer de pulmão, atribuíveis à poluição atmosférica – especificamente o poluente material particulado, objeto do estudo. A pesquisa ainda contempla a valoração do Daly e os gastos públicos em saúde.

O estudo teve apoio dos pesquisadores professor Paulo Saldiva e sua equipe, da Faculdade de Medicina da USP, e de Cristina Guimarães Rodrigues, pesquisadora da Faculdade de Economia e Administração da USP.

Entre os palestrantes e debatedores do seminário estão: a médica e presidente do Instituto Saúde e Sustentabilidade, Evangelina Vormittag, que apresentará o estudo; Gabriel Branco, engenheiro e consultor ambiental do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos (Proconve); Gilberto Natalini, vereador paulistano; Carlos Eduardo Komatsu, gerente do Departamento de Qualidade Ambiental da Cetesb; Vanderlei Borsari, gerente da Divisão de Homologação e Fiscalização Veicular da Cetesb; e Ronaldo Tonobohn, superintendente de Planejamento da Secretaria Municipal de Transportes paulistana. O mediador será o professor Paulo Saldiva, da Faculdade de Medicina da USP.

SERVIÇO
O quê:
 Seminário “Mobilidade Urbana e Poluição do Ar: a Visão da Saúde”;
Quando: 23 de setembro de 2013, a partir das 17h30;
Local: Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo;
Endereço: Viaduto Jacareí, 100 – Bela Vista, São Paulo (SP);
Inscrições: Pelo site: http://migre.me/fTKOy.

CONTATO

  • endereçoRua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 445 - Pinheiros
  • endereço05415-030 São Paulo - SP
  • endereço* Para correspondências. Estamos 100% em trabalho remoto
  • telefone(55 11) 3897-2400
  • email[email protected]
  • horárioDe segunda a quinta - das 9h às 17h, sexta das 9h às 15h
  • imprensa(55 11) 3897-2416 / [email protected]
  • trabalhe conoscoTrabalhe Conosco

© 2016-2020 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.