O Instituto

Compartilhar

Ethos se posiciona a respeito das denúncias acerca da Operação Lava Jato

Instituto acompanha os desdobramentos da operação desde seu início

O Instituto Ethos vem acompanhando com preocupação as reportagens veiculadas pela agência The Intercept Brasil sobre a relação entre procuradores da força tarefa da Operação Lava Jato e o então Juiz Federal, Sergio Moro, responsável pelo julgamento dos crimes dessa mesma operação.

Entendemos que a Operação Lava Jato, entre erros e acertos, mostrou-se mecanismo fundamental para romper com a relação promíscua entre empresas públicas, grandes empreiteiras, políticos e servidores públicos, ao punir os responsáveis e ao contribuir para elevar o patamar das relações público-privadas no país. Desde que a Operação se iniciou, em 2014, nos posicionamos diversas vezes, por exemplo, apoiando o seu avanço “no âmbito dos marcos constitucionais, sem foco partidário, vazamentos seletivos ou qualquer tipo de influência de interesses alheios às suas metas”.

Por isso, ao tomarmos conhecimento das reportagens, nos preocupa um possível impacto negativo à operação, ao colocar dúvidas sobre a sua imparcialidade. Nos preocupa também o quadro de deterioração da credibilidade do judiciário. Uma sociedade sustentável deve exigir instituições democráticas que funcionem, incluindo um judiciário independente e imparcial.

Sempre defendemos que o fortalecimento do Sistema de Integridade Nacional é chave para minimizarmos a corrupção e seus impactos em nosso país. O poder judiciário é um dos pilares desse sistema, mas, para isso, devemos garantir que o seu papel seja cumprido com transparência, integridade e respeito ao Estado de Direito.

A primazia da ética e da integridade são princípios que o Ethos carrega e que entendemos como fundamentais para o serviço público, assim como para o setor privado e para a população em geral. Não acreditamos numa sociedade sustentável sem esses valores.

Por isso, seguiremos acompanhando os desdobramentos das reportagens e, em caso de comprovação de irregularidades e desvios de conduta desses servidores, esperamos que os mesmos sejam responsabilizados para que o movimento de prevenção e combate à corrupção no país, ao final, saia fortalecido.

Foto: Pexels

CONTATO

© 2016 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.