NOTÍCIAS

Direitos Humanos
Institucional
Gestao Responsavel
Integridade
Ambiental

ETHOS DIREITOS HUMANOS

Declaração Universal dos Direitos Humanos – o que alcançamos em 70 anos?

Aniversário da DUDH relembra os direitos de dignidade e liberdade de todas as pessoas

10/12/2018

Compartilhar

Os direitos humanos são aqueles que devem ser garantidos a todos os seres humanos, sem que seja levado em consideração suas características e preferências, como raça, sexo, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra premissa ou circunstância.

Tais direitos foram definidos por líderes mundiais há 70 anos, com a criação do documento da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), que contém 30 artigos para garantir direitos básicos à vida e direitos que fazem a vida valer a pena. A DUDH diz respeito à dignidade de todas as pessoas no planeta, buscando garantir liberdade, justiça e paz no mundo.

O dia 10 de dezembro é marcado pelo aniversário da Declaração, que foi criada, sobretudo, com a intenção de impedir que acontecesse outro episódio como o Holocausto. Além disso, o contexto em que a DUDH foi redigida e adotada também incluía o legado prejudicial das guerras mundiais, a Grande Depressão, a divisão do mundo entre comunistas orientais e ocidentais e a consolidação do Apartheid na África do Sul.

Entretanto, mesmo após 70 anos do estabelecimento da DUDH, que nasceu para amparar o desenvolvimento e o crescimento dos conceitos de liberdade, a conjuntura atual ainda apresenta o racismo, a discriminação, a intolerância e a repressão da liberdade de expressão, por exemplo, como uns dos maiores obstáculos e dificuldades para que possamos alcançar essa liberdade.

Segundo a ONU, esse cenário foi e continua sendo configurado por lideranças políticas e econômicas prejudiciais e danosas, pois “os governos muitas vezes estão prontos para contornar ou atropelar direitos na busca do que consideram segurança, ou para manter o poder ou sustentar a corrupção”.

Essa realidade reflete em várias das nossas esferas sociais, inclusive no contexto corporativo, em que ainda é necessário levar informação, debater e incentivar a implantação de políticas e práticas que resgatem os valores de inclusão e diversidade nas empresas.

Nesse sentido, o Ethos trabalha em agendas para a promoção da equidade racial e de gênero nas empresas, para a promoção do trabalho decente, para a erradicação do trabalho escravo e do trabalho infantil, além de contribuir para o estabelecimento de métodos e ferramentas que auxiliam em mecanismos de boas práticas e diálogo permanente no ambiente corporativo.

Saiba mais sobre os projetos do Ethos em direitos humanos aqui.

Fonte: ONU Brasil

Foto: Pexels

CONTATO

© 2016-2020 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.