NOTÍCIAS

Direitos Humanos
Institucional
Gestao Responsavel
Integridade
Ambiental

ETHOS INSTITUCIONAL

Roda de diálogo virtual promovida pelo Ethos debate ações das empresas no combate ao coronavírus

O objetivo é compartilhar experiências

07/04/2020

Compartilhar

“O que as empresas estão fazendo sobre a Covid-19?” Foi a pergunta que norteou a primeira roda de diálogo virtual do Instituto Ethos. O encontro, que aconteceu no dia 01/04, teve o objetivo de multiplicar os aprendizados e soluções que as empresas associadas ao Ethos estão tomando para enfrentar esse momento de pandemia.

O espaço de compartilhamento e aprendizado coletivo foi pensado para ser um ambiente exclusivo para as associadas Ethos dos planos Vivência e Essencial, que somaram 37 participantes na reunião, representando 30 empresas diferentes.

Caio Magri, diretor-presidente do Instituto Ethos, participou da reunião e deu início falando de sua satisfação em ver um grupo grande de parceiros e empresas associadas reunidos para dialogar sobre um assunto tão importante. “Nossa intenção é criar um espaço de diálogo que é muito necessário nesse momento para discutir objetivamente, buscando a superação da crise da pandemia e buscando manter nossos princípios de Responsabilidade Social Empresarial”, explicou ele.

Em sua fala, Caio ressaltou que o Ethos não está “parado” com relação ao que está acontecendo na atual conjuntura e que, junto com suas associadas e a sociedade civil organizada, está buscando “desenvolver estratégias inovadoras para superar a crise, o que traz a necessidade cada vez maior de uma conexão entre todas e todos”.

“Nesse momento de articulação e ações coletivas das empresas para enfrentar a pandemia, precisamos conhecer as grandes ações de solidariedade e de responsabilidade social que estão acontecendo. Também precisamos fazer com que isso possa ir além da crise, que vai passar, para que possamos construir a consciência de agir coletivamente. Estamos desnudando o cenário mais crítico do país e estamos vendo de maneira concreta o impacto da desigualdade em um momento de crise. Precisamos refletir sobre a possibilidade de sair desse processo construindo políticas públicas, práticas nas empresas e ações na sociedade que possam romper com essa desigualdade, e as empresas são chave nesse processo”, explicitou Caio sobre a abrangência e a importância de discussões e articulações como essa.

Caio finalizou sua fala deixando alguns questionamentos para que os participantes pudessem compartilhar suas experiências e dúvidas: “Como as empresas estão enfrentando essa situação? Quais são as limitações de cada uma? Como todas podem agir para que possamos sair desse processo mais fortes e mais capazes do que entramos?”

Juliana Soares, coordenadora de Relacionamento do Instituto Ethos, facilitou a reunião e lembrou aos participantes que a roda de diálogo “é um espaço de troca e escuta genuína” e convidou os participantes a falarem de suas práticas.

Representantes de empresas e organizações como Petrobras, FACOP (Fundação do Asseio e Conservação, Serviços Especializados e Facilites), Oi, Cushman & Wakefield, Ace Schmersal, IFood, Promon, Norsk Hydro e Pão de Açúcar compartilharam as ações que já estão em andamento em cada empresa para combater o coronavírus, garantindo a continuidade dos negócios com segurança para a saúde de todos os envolvidos e oferecendo algumas contribuições sociais importantes nesse momento de pandemia.

Entre as falas dos representantes das empresas o ponto comum foi a preocupação com as pessoas, as que fazem parte de cada empresa e todas as outras que, de alguma forma, estão envolvidas com elas, direta ou indiretamente.

Nesse sentido, foram destacadas ações direcionadas para os públicos interno e externo das empresas com atuação de estruturas internas para logística e prevenção da doença para forças de trabalho que não param de produzir; além de contribuições em soluções a partir do aproveitamento das tecnologias das empresas, colocando-as a serviço dos desafios da pandemia.

A responsabilidade social vem sendo amparada pelas empresas e organizações a partir de doações de testes de coronavírus para o governo; doações de itens de higiene para hospitais e instituições com necessidade; campanhas de voluntariado; doações de alimentos, água e recursos para compra de respiradouros e leitos de hospitais; mapeamento de escolas, ONGs, instituições, famílias e etc para identificar necessidades e tentar solucionar.

O cuidado com os colaboradores e todo o público interno das empresas vem sendo refletido através de ações como o afastamento de pessoas do grupo de risco; comunicações e orientações de todos os tipos de ações preventivas de higiene e para cuidados com a saúde mental; férias, licença remunerada ou home office para todos os funcionários com possibilidade de trabalho remoto; criação de comitês e de grupos de trabalho específicos para lidar com os desafios do momento; e criação de novas rotinas de trabalho de acordo com as necessidades atuais.

Com a rica exposição e troca dos participantes, Juliana também apresentou outras ações em que o Instituto Ethos está engajado com o objetivo de apoiar as empresas nesse momento de crise, convidando a todas e todos para participarem: “Contem com o Ethos para esse e outros momentos, estamos aqui para apoiá-los e parabenizá-los pelas ações, para aprendermos uns com os outros e podermos inspirar boas ações em todos os lugares”.

A próxima roda de diálogo virtual para debater as ações das empresas frente aos desafios impostos pela Covid-19 acontecerá amanhã, 08/04 às 10h, e também terá como foco o compartilhamento de práticas e experiências. As próximas reuniões do mês de abril, ainda abordarão a crise que estamos enfrentando devido ao coronavírus, mas terão o diálogo orientado por temas mais específicos como, por exemplo, as relações com os colaboradores.

Por: Laís Thomaz, do Instituto Ethos

Foto: Pexels

CONTATO

© 2016-2020 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.