ETHOS INSTITUCIONAL

Caio Magri, diretor-presidente do Ethos, fala sobre a conjuntura democrática do país


13/09/2019

Compartilhar

Dia Internacional da Democracia – 15/09

A Coluna Responsabilidade Social, que foi ao ar no dia 12/09, teceu comentários sobre a democracia no Brasil, levando em consideração a proximidade com Dia Internacional da Democracia (15/09).

O programa ressaltou que essa pauta vem sendo muito debatida entre os brasileiros, que estão vivendo muitas manifestações incompatíveis com o respeito e com manutenção das regras democráticas na atual conjuntura.

Caio ressalta dados que mostram que seis em cada 10 brasileiros estão insatisfeitos com a democracia e completa dizendo que isso “não significa querer optar por um regime que não seja o democrático”.

O diretor-presidente do Ethos também revela a dualidade dos dados: mesmo que 58% dos brasileiros estejam insatisfeitos com o atual funcionamento da democracia, 60% acredita que a democracia é a melhor forma de governo.

Entretanto, Caio aponta que “a democracia tem que ser algo que se realize no cotidiano das pessoas e elas precisam conseguir responder as questões: ‘O que a democracia está fazendo por mim? Como a democracia pode ser um sistema político que seja capaz de promover bem estar e qualidade de vida para todos?’ – que é o que acreditamos que ela deveria fazer.”

Caio defende em sua fala que a democracia é o melhor sistema político que se construiu na civilização moderna porque há a possibilidade de renovação de representantes a cada período e levanta uma questão importante: “Boa parcela da população já nasceu no regime democrático e não conhece a realidade de viver na ditadura, por isso há o perigo que significa vivenciar qualquer aventura que não seja a garantia das estruturas da democracia no Brasil.”

O programa ainda levou em consideração o episódio de censura por parte da prefeitura na Bienal do Rio de Janeiro e Caio apontou que “essas posturas vêm da concepção política desses dirigentes públicos que não são condizentes nem com o decoro de suas funções. O Ethos repudia qualquer ação que vise limitar a liberdade de expressão e práticas com o cunho de fomentar discriminação e preconceito contra qualquer ser humano e nossas empresas associadas também não concordam com esse tipo de postura. A sociedade justa precisa ser necessariamente diversa e coexistir com a diversidade.

Confira o programa na íntegra.

Por: Laís Thomaz, do Instituto Ethos

CONTATO

© 2016 Instituto Ethos - Todos os direitos reservados.